segunda-feira, março 13, 2006

Simplicidade

Eu adoro a simplicidade
O preto e o branco
Ficar aqui num canto
A sorrir sozinho enquanto recordo
Aqueles dias de Verão
Em que brincava no rio
Mergulhava na água gelada
Alheio ao frio
Sem preocupações com nada
A vida era tão simples
Como os sorrisos de criança...
Não percebo o porquê da mudança...
O rio secou
A vida mudou
Os sorrisos verdadeiros da minha infância
Deram lugar á falsidade da minha vivência
E nunca mais voltei a mergulhar
Nunca mais voltei a brincar
Nunca mais voltei a brincar...

2 comentários:

gicas disse...

Grande surpresa este blog!!!! Não por duvidar da tua capacidade mas simplesmente pela coragem de te exprimires aqui assim a nu... Muito bem!!! Um dia tb vou ser capaz, ou não...
Sem me querer alongar adorei esta "Simplicidade", depois de o ler lembrei-me de umas palavras que me diz um amigo quando falo sobre a falsidade das pessoas ou como são más: "Bem-vinda ao mundo real!"
Era bem melhor que fosse diferente... Assim sendo, continuo a sentir-me um ET entre terrestres, pk deste mundo eu, não quero fazer parte!!! ;)
um beijinho e PARABÉNS!!!!

Daniel Non Sense disse...

Olá Gi!
Este é o meu outro lado.
Obrigado ;)
bj